Essa obra e as musicas que a compõem são, propriedade intelectual da LS & Republicano, e destina-se apenas para consumo próprio, Rádio difusão, cópias físicas e digitais à terceiros (envio a familiares e amigos), eventos e outras actividades recreativas. Estão proibidas: Vendas online e físicas do álbum inteiro ou de uma música em separado, alteração do conteúdo, o alojamento em sites, o carregamento em plataformas de stream como o Youtube.com e outros. Qualquer desvio a esse aviso será notificado legalmente e punido dentro dos termos das leis nacionais e internacionais de direitos de autor.


© LS Republicano 2017

Design e Development by Gelson Lobato

JÁ DISPONÍVEL

Nasceu em Luanda, Angola, a 30 de Novembro de 1977. Dividiu a sua infância entre Lisboa e o seu pais natal. Desde cedo mostrou interesse pela música e electrónica, um bichinho que cresceu por influência do seu pai, que sempre coleccionou discos e incutiu aos filhos o gosto pela música.


No bairro onde cresceu era chamado de kilas, pelos amigos(diminutivo encontrado por eles para Claúdio), até ao momento em que já mais crescido e já em Portugal o seu amigo Sandro resolveu mudar a alcunha e chama-lo de Callas, passando assim a ser este o nome pelo qual os seus amigos o tratavam. Tornando-se este o seu nome artisitico.


Na adolescência, ainda em Angola tocava em festas de escola e em festas de “quintal”, depois aos 18 anos mudou-se para a capital portuguesa afim de ingressar na universidade, mas sempre com o gosto pela música presente.


Quase que por brincadeira começou a sua carreira profissional em finais de 1996, em Portugal, o seu primeiro trabalho foi em uma discoteca chamada “Mambo City” (ex- QuoVadis) que se situava no Barreiro, juntamente com o seu amigo Mica (Amilcar Morais), em que o estilo musical era essencialmente o HipHop e R&B. Ambos frequentavam essa casa como clientes, posteriormente fizeram amizade com o proprietario e Callas sempre dava os seus palpites sobre o que seria melhor para o dito espaço nocturno. Rapidamente passou de cliente a funcionário. Depois foi convidado a tocar em várias casas nocturnas de Lisboa como o Soul Factory, Colours, Mussulo, Kianda, Nguenda, Luanda, sendo nas 3 ultimas, DJ residente. Ao passar do tempo recebeu vários convites para tocar fora de Lisboa, como Algarve, Braga e diferentes discotecas espalhadas por Portugal. Mais tarde os convites para tocar fora de Portugal tornaram-se frequentes, passando por diversos países, como Espanha, França, Inglaterra, Moçambique, África do Sul e Angola, país onde regressou em 2002 para seguir o seu percurso de vida, com objectivos sempre direccionados para o meio musical. Um ano antes foi co-fundador de um produtora de eventos e festas chamada 3XU Produções ao lado dos seus amigos e sócios Tri_chu e Sing Correia, organizando mais de 500 festas ao longo destes anos. Actualmente a residir em Angola, já foi convidado a tocar em quase todas as Províncias do país e e em Luanda já tocou em quase todas as discotecas e espaços da Capital. Entrou em 2004 num projecto chamado Bombástico FM, um programa resgatado de 1996, entrando como DJ e Produtor Criativo juntamente com Carlos Mingas na produção, realização e locução, criaram um programa de rádio direccionado para a expansão do HipHop e R&B nacional, como o internacional. Uma das outras aparições ao vivo foi em vários espectáculos, sendo DJ de palco, acompanhou diversos artistas como, Army Squad, Yola Araújo, Heavy C e Bué d ́Beats, Anselmo Ralph, Yuri da Cunha, SSP, MCK, foi apresentador ao lado de Pedro N ́Zage do show de Sean Paul, participou na festa de lançamento do Canal de televisão “MTV Base” e também do “Channel O”. Tem acompanhado e dando apoio a um dos maiores projectos em Angola de HipHop que é o “Eclectismo Poético”, tendo já realizado em 2006 o primeiro grande show “HipHop Luanda” onde estavam incluidos todos os elementos do HipHop. Em 2006 começa um projecto super ambicioso, que foi a gravação do álbum “Ouves e Callas”, criando para esse sentido a editora “Callas Entertainment” e o estúdio de gravação “Xongo LAB”. Estúdio esse, que tem como objectivos, lançar e promover artistas novos. Reunindo várias figuras conhecidas e desconhecidas do nosso panorama musical, produtores, cantores, instrumentistas, dando assim o inicio de um sonho de criança que foi o de lançar um Álbum.


Em 2007 o álbum Ouves & Callas é editado, tendo como principal hit a musica Rimas e Tarraxinha.


Fez a abertura dos 2 grandes Shows de Paulo Flores no Estádio dos Coqueiros.


Em 2011 lança um novo produto de rádio, o República FM, em colaboração com a LS Republicano, sendo realizador do mesmo, o programa atinge uma grande audiência num curto espaço de tempo.


Em Setembro de 2012 é editada a musica "Tarde demais" no albúm "Team de Sonho", ao lado dos maiores nomes da musica moderna de Angola.

Em 2015 está de volta a um dos maiores projectos da musica feita em Angola, o Team de Sonho Volume 2, com a musica Hey Hey (SBF), com a participação de Zoca Zoca, Yola Araujo e Eva Rapdiva,


Os dois álbuns do TEAM DE SONHO tiveram uma tourné nacional (Angola) e também com shows internacionais (Portugal, Cabo Verde, São Tomé, Moçambique, Africa do Sul)


Em 2016 é um dos convidados do maior palco em Portugal , o palco MEO do MEO SUDOESTE que é considerado o maior festival de verão de Portugal.


Em final de 2016 lança 2 singles e dois video clips, criando a sua nova produtora, Musica de Fato.


Este ano de 2017 Está a ser preparado o novo album, Ouves e Callas Vol.2 - O Inesperado que tu Esperavas.


Com um currículo extenso e invejável, DJ Callas é sem duvida o dos maiores impulsionadores e promotores da musica angolana, inovador no que faz, usa o entretenimento como sua ferramenta de trabalho, com objectivo de mudar o panorama musical angolano e eleva-lo a nível internacional, não só ao estilo HipHop mas a todos os géneros que tragam qualidade e algo de novo.

BIOGRAFIA / DISCOGRAFIA

Siga-nos nas redes sociais.

HOME                        O CALLAS                    CONTACTOS